#10 hábitos para adicionar na sua rotina em 2023 

#10 hábitos para adicionar na sua rotina em 2023 

#10 hábitos para adicionar na sua rotina em 2023 O novo ano está próximo e com ele surgem as metas para 2023. 

Como não podemos esquecer da saúde, separamos #10 hábitos para adicionar na sua rotina em 2023. 

Muitos subestimam o poder dos hábitos, porém evidências científicas comprovam que quando adotamos uma rotina saudável, eliminando os hábitos ruins, podemos obter diversos benefícios para a nossa qualidade de vida e longevidade. 

Ao longo deste artigo você encontra sugestões de hábitos diários, mensais e anuais para ajudar a iniciar o seu movimento em prol da saúde.

Lembre-se de que para cada pessoa o conceito de qualidade de vida é um pouco diferente, assim como o caminho para alcançá-la. 

Ainda assim, alguns hábitos universais não podem ser isolados das suas metas para o ano que vem. 

Continue a leitura e confira #10 hábitos para adicionar na sua rotina em 2023. 

Hábito #1 – Sorria

Você tende a sorrir quando está feliz. No entanto, é uma via de mão dupla.

Sorrimos porque estamos felizes, e ao sorrir fazemos com que o cérebro libere dopamina, o que nos deixa mais felizes ainda.

Embora não seja totalmente infalível, pesquisadores descobriram que a ligação entre sorrir e felicidade pode ser atribuída à “hipótese do feedback facial”, em que as expressões faciais podem ter uma influência modesta nas emoções.

Isso não quer dizer que seja necessário sorrir de maneira forçada o tempo todo. 

Contudo, da próxima vez que você se sentir triste ou chateado, abra um sorriso e experimente o poder científico que ele possui. 

Você também pode tentar começar todas as manhãs sorrindo para si mesmo no espelho.

Hábito #2 – Exercício

O exercício não é benéfico apenas para o seu corpo. 

Segundo estudos, o exercício regular pode ajudar a reduzir o estresse, os sentimentos de ansiedade e os sintomas de depressão, ao mesmo tempo em que aumenta a auto-estima e a felicidade.

Mesmo uma pequena quantidade de atividade física pode fazer a diferença. Você não precisa treinar para um triatlo ou escalar um penhasco – a menos que isso o deixe feliz, é claro.

O truque é não se esforçar demais. Se de repente você se jogar em uma rotina extenuante, pode acabar frustrado (e dolorido).

Considere estes iniciadores de exercícios:

  • Dê uma volta no quarteirão todas as noites depois do jantar.
  • Inscreva-se em uma aula para iniciantes em ioga ou tai chi.
  • Comece o seu dia com 5 minutos de alongamento.

Lembre-se de todas as atividades divertidas que você gostava, mas que caíram no esquecimento. Ou você pode considerar iniciar atividades que sempre quis experimentar, como golfe, boliche ou dança.

Hábito #3 – Durma bastante

Segundo o CDC, a maioria dos adultos precisa de pelo menos 7 horas de sono todas as noites. 

Se você está lutando contra o desejo de tirar uma soneca durante o dia ou simplesmente sente que está em um nevoeiro, seu corpo pode estar lhe dizendo que precisa de mais descanso.

Não importa o quanto nossa sociedade moderna nos direcione para menos sono, a literatura científica indica que o sono adequado é vital para uma boa saúde, função cerebral e bem-estar emocional. Dormir o suficiente também reduz o risco de desenvolver certas doenças crônicas, como doenças cardíacas, depressão e diabetes.

Se você sempre tiver problemas para dormir, considere conversar com um médico. Você pode estar sofrendo com um distúrbio do sono que requer tratamento.

Hábito #4 – Coma pensando no humor

Você já deve saber que suas escolhas alimentares têm impacto em sua saúde física geral. 

Contudo, a ciência comprovou que alguns alimentos também podem afetar seu estado de espírito.

Por exemplo:

  • Os carboidratos liberam serotonina, um hormônio do “sentir-se bem”. Apenas mantenha os carboidratos simples – alimentos ricos em açúcar e amido – no mínimo, porque esse aumento de energia é curto e você vai falhar. A escolha de carboidratos complexos, como vegetais, feijões e grãos integrais, pode ajudá-lo a evitar um acidente enquanto ainda fornece serotonina.
  • Carne magra, aves, legumes e laticínios são ricos em proteínas. Alimentos ricos em proteínas liberam dopamina e norepinefrina, que aumentam a energia e a concentração.
  • Descobriu-se que os ácidos graxos ômega-3, como os encontrados em peixes gordurosos, têm efeitos antiinflamatórios que se estendem à saúde geral do cérebro. Se você não come peixe, considere conversar com um médico sobre uma possível suplementação.
  • Alimentos altamente processados ​​ou fritos tendem a deixá-lo deprimido e pular refeições também.

Se você quiser comer pensando no seu humor, considere começar fazendo uma escolha de alimentos para promover o seu bom humor todos os dias.

Por exemplo, troque um grande e doce bolo de café da manhã por um pouco de iogurte grego com frutas. Você ainda satisfará seu desejo por doces e a proteína o ajudará a evitar uma queda de energia no meio da manhã. Considere adicionar uma nova troca de comida a cada semana para exercitar a alimentação saudável.

Hábito #5 – Seja grato

Simplesmente ser grato pode dar um grande impulso ao seu humor, entre outros benefícios. Por exemplo, um estudo de duas partes descobriu que praticar a gratidão pode ter um impacto significativo nos sentimentos de esperança e felicidade.

Você pode tentar começar cada dia reconhecendo uma coisa pela qual é grato. Você pode fazer isso enquanto escova os dentes ou apenas esperando o alarme soar.

Ao longo do dia, considere ficar de olho nas coisas agradáveis ​​da sua vida. Podem ser grandes coisas, como saber que alguém o ama ou conseguir uma merecida promoção.

Mas também podem ser pequenas coisas, como um colega de trabalho que lhe ofereceu uma xícara de café ou o vizinho que acenou para você. Talvez possa ser apenas o calor do sol em sua pele.

Com um pouco de prática, você pode até se tornar mais consciente de todas as coisas positivas ao seu redor.

Hábito #6 – Faça um elogio

Fazer um elogio sincero é uma maneira rápida e fácil de alegrar o dia de alguém e, ao mesmo tempo, dar um impulso à sua própria felicidade.

Uma pesquisa recente mostra que realizar atos de gentileza também pode ajudar a promover seu bem-estar geral.

Pegue o olhar da pessoa e diga com um sorriso para que ela saiba que você está falando sério. Você pode se surpreender com o quão bom isso faz você se sentir.

Hábito #7 – Respire fundo

Você está tenso, seus ombros estão tensos e você sente como se pudesse “perder o controle”. Todos nós conhecemos esse sentimento.

O instinto pode lhe dizer para respirar longa e profundamente para se acalmar.

Acontece que esse instinto é bom. Uma revisão sistemática apóia o fato de que exercícios de respiração lenta e respiração profunda podem ajudar a reduzir o estresse.

Da próxima vez que você se sentir estressado ou estiver perdendo o juízo, siga estas etapas.

  1. Feche seus olhos. Tente imaginar uma lembrança feliz ou um lugar bonito.
  2. Respire lenta e profundamente pelo nariz.
  3. Expire lentamente pela boca ou nariz.
  4. Repita esse processo várias vezes até começar a se sentir mais calmo.

Se você está tendo dificuldade em respirar devagar e deliberadamente, tente contar até 5 em sua cabeça a cada inspiração e expiração.

Hábito #8 – Passe mais tempo na natureza 

Passar 30 minutos ou mais por semana em espaços verdes pode ajudar a diminuir a pressão arterial e as chances de desenvolver depressão, de acordo com um estudo.

Seu espaço verde pode ser qualquer coisa, como o parque do bairro, seu próprio quintal ou um jardim na cobertura – qualquer lugar onde você possa apreciar e desfrutar da natureza e do ar fresco.

Para potencializar os efeitos da experiência, adicione alguns exercícios ao ar livre à mistura para um benefício extra. 

O mesmo estudo mencionado acima descobriu que as pessoas que passavam tempo em espaços verdes também eram mais propensas a se exercitar com mais frequência e por mais tempo a cada vez.

Hábito #9 – Veja as pessoas que você ama

Os seres humanos são amplamente considerados seres sociais, inclusive, estudos afirmam que ter relacionamentos sociais pode nos deixar felizes.

Aproxime-se das pessoas das quais sente falta. Marque um encontro ou simplesmente tenha uma longa conversa por telefone.

Na idade adulta, pode parecer quase impossível fazer novos amigos, contudo, trata-se de ter relacionamentos significativos – mesmo que seja apenas com uma ou duas pessoas.

O companheirismo não precisa ser limitado a outros humanos. Animais de estimação podem oferecer benefícios semelhantes, de acordo com vários estudos.

O importante é evitar o isolamento social e manter relacionamentos saudáveis. 

Hábito #10 – Gerencie o estresse 

O estresse rouba a qualidade de vida. 

Conforme os níveis de estresse aumentam, proporcionalmente, a qualidade de vida diminui. 

De acordo com estudo feito em 2017 pela Isma/BR (Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse Brasil), o Brasil está entre os países com maior índice de estresse do mundo: 70% da população ativa já apresentou ou possui sintomas de estresse.

Com um número exorbitante, não é surpresa a urgência com que é tratado o assunto do gerenciamento do estresse na vida da população. 

No entanto, segundo dados coletados com 28.000 pessoas, por pesquisadores da Universidade de Wisconsin-Madison, descobriu-se que ter muito estresse em sua vida não estava associado à morte prematura. 

Contudo, vivenciar altos níveis de estresse e acreditar que isso pode afetar a sua saúde, aumentou o risco de morte prematura em 43%.

Com o novo ano se assomando, é chegada a hora de repensar as nossas atitudes no dia a dia para com a nossa saúde e bem-estar. 

Ao longo do artigo pudemos perceber como pequenos hábitos que consideramos insignificantes e bobos podem trazer grandes mudanças para as nossas vidas e para a nossa longevidade. 

Assim, não podemos deixar de recomendar a mudança de hábitos e de estilos de vida para maior qualidade de vida e uma longevidade mais saudável.