Vitamina B12: qual o seu papel no organismo?

Vitamina B12: qual o seu papel no organismo?

A Vitamina B12 não é produzida no organismo humano, porém, desempenha um papel fundamental na manutenção da saúde e incentivo à longevidade saudável.

Sua função no organismo está atrelada principalmente ao sistema nervoso central, na manutenção da cognição e prevenção da degeneração das células.

Ela também é necessária para a formação de glóbulos vermelhos e síntese de DNA.

Além disso, a deficiência de Vitamina B12 pode causar efeitos nocivos a longo prazo, principalmente relacionados à insônia ou estresse.

A ingestão de Vitamina B12, mesmo que presente na alimentação de produtos de origem animal, nem sempre é absorvida e introduzida de maneira correta no organismo.

Dentro deste contexto, é necessário avaliar a possibilidade de suplementação vitamínica para garantir a melhora de características como energia, memória e até mesmo trabalho de prevenção contra doenças cardíacas.

Vitamina B12: por que suplementar?

Mesmo que a Vitamina B12 tenha como fonte principal os alimentos de origem animal, como ovos, peixes, carnes e aves, o nutriente nem sempre é obtido em quantidade suficiente para o desempenho de suas funções.

Um exemplo da importância de níveis equilibrados de Vitamina B12 no organismo é no caso de gravidez.

De acordo com um estudo, a melhora no status de Vitamina B12 antes e durante a gravidez possui efeitos positivos contra defeitos congênitos, como defeitos do tubo neural.

Outro ponto importante é a necessidade de maiores níveis de B12 no organismo de gestantes. O mesmo estudo aponta que níveis abaixo de 300 mcg apresentam três vezes mais probabilidade do nascimento de uma criança com defeitos de nascença, quando comparados a mulheres grávidas com níveis adequados.

Outro benefício importante da suplementação vitamínica de B12 é a prevenção contra o enfraquecimento ósseo e prevenção da osteoporose.

Um estudo comprovou que a deficiência de Vitamina B12, principalmente no organismo de mulheres, está associada à fragilidade óssea. Além disso, outro estudo realizado em adultos de ambos os sexos, comprovou a baixa densidade óssea em pessoas com B12 insuficiente, o que pode ser um importante fator de risco modificável para o desenvolvimento de osteoporose.

Outro efeito positivo da presença equilibrada de Vitamina B12 no organismo é a manutenção não somente fisiológica, mas também relacionada ao cognitivo e sintomático do ser humano.

Segundo um estudo, a Vitamina B12 deficiente foi associada a duas vezes mais chance de desenvolvimento de depressão. Isso ocorre pois a Vitamina B12 é necessária para a produção de serotonina – responsável pela regulação do humor.

Vitamina B12: quando suplementar?

Uma das principais características sintomáticas associadas à deficiência de Vitamina B12 é a fadiga ou cansaço extremo.

Além disso, a sua deficiência pode ser identificada facilmente através de exames sanguíneos.

Indivíduos com dietas mais restritivas, como veganos, vegetarianos e suas outras classificações, possuem maior tendência para a insuficiência de B12.

De acordo com a própria Sociedade Brasileira Vegetariana (SVB), 50% dos indivíduos com dieta alimentar onívora no Brasil possuem deficiência de Vitamina B12. Por conta disso, a suplementação adequada desse nutriente se faz necessária para a garantia de absorção indicada diariamente para o organismo.

Outro estudo aponta um dado importante: a deficiência subclínica de B12 afeta de 2,5% a 26% da população geral. Suas causas variam entre ingestão inadequada, biodisponibilidade inadequada ou má absorção, interrupção do transporte de Vitamina B12 no sangue ou absorção e metabolismo prejudicados por uma deficiência intracelular.

Os principais sintomas de Vitamina B12 deficiente são:

  • Fraqueza e cansaço crônico;
  • Dificuldade de concentração;
  • Formigamento;
  • Diarreia e prisão do ventre;
  • Problemas cognitivos e de memória;
  • Anemia.

A observação analítica destes e outros sintomas se faz necessária para um diagnóstico e tratamento benéfico para cada paciente.